40 bases do Lote Urbanizado são entregues em Rio Verde de Mato Grosso

A partir de agora as famílias já podem iniciar a construção das moradias

Governador Reinaldo Azambuja assinou na manhã de hoje (4) a Ordem de Início de Serviços para a execução da 2° etapa do projeto “Lote Urbanizado” no município de Rio Verde de Mato Grosso. 40 bases foram entregues e unidades habitacionais serão construídas no loteamento Jardim Aeroporto II beneficiando famílias que sempre sonharam com a casa própria.

Neste projeto a Prefeitura participa com a doação do terreno e a assistência técnica, já o governo do Estado constrói a base da casa e o beneficiário dá continuidade na construção da moradia.

“A área de habitação em Mato Grosso do Sul teve grande avanços, temos diversos projetos que oportunizam a população a garantir sua moradia. O Lote Urbanizado é um programa inovador onde o beneficiário não fica devendo nada para o governo, ele mesmo constrói sua casa após receber a o terreno com a base já construída”, explicou o governador.

O projeto Lote Urbanizado visa atender famílias com renda de até cinco salários mínimos e que não tenha sido beneficiada em outro programa habitacional nos âmbitos federal, estadual e municipal.
Cada terreno entregue possui 42,56m², contendo a base construída com fundação, contrapiso, 1ª fiada, fossa e sumidouro. Na primeira etapa o governo do Estado investiu R$ 425.679,29.

Além da assinatura de Ordem de Início de Serviço, Azambuja entregou obras na área de saneamento básico, inaugurou a ponte de concreto armado sobre o córrego Fortaleza e visitou a restauração asfáltica de 7.800 quilômetros da rodovia MS-427.

Estiveram presentes a coordenadora especial de apoio administrativo da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (AGEHAB), Ilidia Miglioli Sokoloski; o prefeito de Rio Verde de Mato Grosso, Mário Alberto Kruger; o diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha; o diretor comercial e de operações da Sanesul, Onofre Assis; prefeitos de Camapuã; Sonora; Coxim; Alcinópolis; Costa Rica; Pedro Gomes, os deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet e os estaduais Junior Mochi, Beto Pereira e Enelvo Felini.