Remanejadas do Cidade de Deus, 136 famílias comemoram o início das obras da casa própria

Famílias remanejadas do Cidade de Deus comemoram o início da construção de 136 unidades habitacionais no bairro Bom Retiro, em Campo Grande. As moradias irão abrigar quem antes vivia em situação de precariedade.

A dona de casa Alessandra Soares é uma das beneficiadas que irá receber uma casa adaptada, ela é cadeirante e irá viver no local com o marido e mais três filhos. “Não vejo a hora de ficar pronta. Morar em barraco não é vida pra ninguém, agora sim iremos morar num lugar digno”, disse Alessandra que já tem planos de murar o terreno quando a casa estiver pronta.

Alessandra passa maio parte do tempo na cadeira de rodas e irá receber casa adaptada

As unidades estão sendo construídas por moradores que passaram por capacitação oferecida pela Fundação Social do Trabalho (Funsat). Durante um ano, tempo do curso, cada participante recebe um salário mínimo e cesta básica da Prefeitura.

Leni Santine de Moura, de 43 anos, fez o curso de carpintaria e pintura e está trabalhando na obra do Bom Retiro. “Hoje além de ter acesso à casa própria também tenho uma profissão”.

Leni é uma das pessoas que realizou o curso de carpinteiro e pintor oferecido pela Funsat

A AGEHAB, por meio do governo do Estado subsidiou a compra dos materiais de construção no valor de R$ 4,9 milhões a fim de finalizar a construção das casas do Bom Retiro e mais 192 unidades distribuídas nos bairros Jardim Canguru, José Teruel e Vespasiano Martins.