Reunião do CEC e CONGFEHIS aborda mais uma vez situação dos antigos moradores do Cidade de Deus

A 111° Reunião do Conselho Estadual das Cidades (CEC) e 50° Reunião Extraordinária do Conselho Gestor do Fundo de Habitação de Interesse Social (CONGFEHIS) abordou mais uma vez a questão das famílias remanejadas do Cidade de Deus para o bairro Vespasiano Martins e apresentou a arrecadação do FEHIS/ Morar Legal e taxas de despesas operacionais além do planejamento do investimento dos recursos do FEHIS/ 2018.

Em diálogo com os conselheiros, a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (AGEHAB), Maria do Carmo Avesani Lopez e também presidente do CONGFEHIS e secretária executiva do CEC decidiu que na próxima reunião o laudo técnico das unidades habitacionais do Bairro Vespasiano Martins será apresentado pelo engenheiro responsável para esclarecimento de dúvidas.

Já na apresentação do investimento do FEHIS, Maria do Carmo destacou as obras habitacionais do Programa de Habitação Precária onde a AGEHAB oferece aporte para a compra do kit de material de construção.

A coordenadora da Secretaria Executiva do CEC, Tânia Marques ainda apresentou fotos da visita dos conselheiros no canteiro de obras do Bairro Bom Retiro. No local estão sendo construídas 136 unidades habitacionais para as famílias também remanejadas do Cidade de Deus.

A reunião aconteceu nesta quinta-feira (14), no Plenarinho da Assembleia Legislativa.