Emoção marcam entrega do título de propriedade para 40 famílias do Parque Residencial Jardim Lisboa, na Capital

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, setembro 2, 2021 as 10:46 | Voltar

A Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), entregou ontem (01), títulos de regularização fundiária que agora deixam mais 40 imóveis do Parque Residencial Jardim Lisboa totalmente legalizados. Os contemplados pelo programa receberam o documento em mãos durante evento na Escola Estadual Professora Flavina Maria da Silva.

Equipe da GPU colhe assinatura de contemplado

Respeitando o distanciamento social e usando máscaras, assim que os moradores atendidos chegavam no local, assinavam um protocolo para controle da Gerência de Projetos Urbanos (GPU) da autarquia, responsável pela entrega. Feito isso, as entregas foram iniciadas emocionando quase todos os presentes e a Maria do Carmo Avesani Lopez, diretora-presidente da Agehab.

“Desde quando comprei a minha casa, meu sonho era ter a documentação regularizada. Graças a Deus conseguimos quitá-la há um tempo e agora venho essa benção, que deixa eu mais tranquilo e despreocupado com relação ao imóvel”, comemorou José Odenir de Oliveira. O bombeiro militar ainda contou que “a família está muito feliz”.

A diarista Ofélia Aparecida da Silva não escondeu sua emoção ao lacrimejar logo no início da entrevista. “Passei por situações bem complicadas envolvendo a casa, então estou muito sentimental. Para mim é uma vitória depois de aproximadamente dez anos correndo atrás. Agora a casa é minha”, relatou ela.

Maria do Carmo, diretora-presidente da Agehab, e Luiz Octávio, chefe de gabinete da Seinfra, entregando o título para a dona Izolina

“Tinha dias que eu até perdia o sono porque eu sabia que estava no nome de outra pessoa, e quando comprei a casa, foi pensando no meu filho especial”, lembra a dona de casa, Izolina Marquês Farias. E continuou dizendo que, “é muito gratificante! Eu nem estava em Campo Grande na hora que recebi a notícia, mas agradeci à Deus, pois Ele nunca dá a benção pela metade”.

O processo para receber o título aconteceu após os moradores contemplados retornarem aos cofres públicos, o valor investido no residencial através do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS Subsidiado). As famílias pagaram parcelas em torno de R$ 150,00 durante alguns anos.

Logo depois, a equipe da GPU realizou parceria com o município e solicitou junto ao cartório as matrículas atualizadas do empreendimento a fim de coletar os documentos necessários para a emissão das Certidões de Regularização Fundiária (CRFs).

“O Governo do Estado sabe o quanto esse título é importante para todas as famílias possuírem os títulos de propriedade do imóvel, pois isso traz mais segurança e fomenta a cidadania, além de garantir a escritura do imóvel, valorizando-o. Agora os contemplados podem usufruir totalmente da casa do jeito que quiserem”, disse Maria do Carmo Avesani Lopez.

Maria do Carmo falou com os contemplados

Quem também participou da entrega dos documentos foi Luiz Octávio Chiarello, chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), representando o secretário estadual do órgão, Eduardo Riedel. O diretor da escola Dilmar Ricardo Ribeiro, se fez presente e ajudou nas entregas.

Davi Nunes Souza, Agehab

 

Publicado por: Assessoria de Comunicação

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.